Pandemia: o que o vendedor pode fazer em épocas assim?

Para alguns profissionais, as visitas presenciais são necessárias para alavancar
vendas, no entanto, com as restrições impostas, outros caminhos terão que ser
tomados.

Com o agravamento da crise ao ponto da Organização Mundial da Saúde declarar o
coronavírus (Covid-19) como pandemia, empresas e organizações do mundo inteiro
têm limitado as atividades de seus colaboradores. Umas das medidas é incentivar o
trabalho via home office. Porém, o que os profissionais que atuam na área comercial,
sejam vendedores, televendas e representantes comerciais podem fazer neste
momento?

Segundo o especialista em vendas, professor Isaac Martins, mestre em Comunicação
Organizacional e autor de vários livros, “infelizmente em alguns segmentos as metas
precisarão ser revistas e que os gestores da área de vendas terão que se adaptar”. A
verdade é que para alguns profissionais, as visitas presenciais são necessárias para
alavancar vendas, no entanto, com as restrições impostas, outros caminhos terão que
ser tomados. O professor Isaac apontou alguns caminhos, que são:

 

Uso do telefone

 

Em situações de risco, onde as visitas aos clientes são evitadas, a ideia é usar o
telefone, afirma Martins. “O telefone é um meio de comunicação muito eficaz, através
dele o profissional de vendas pode aumentar sua performance. Porém, não basta
pegar o telefone e sair ligando, há necessidade de montar uma abordagem ou script
para que as ligações sejam mais assertivas”, completa o especialista.

Prof. Martins aponta alguns dos objetivos dessa ligação. “Pode-se ligar para
relacionar com os clientes atuais, fazer novos pedidos ou até mesmo prospectar
futuros clientes. É claro que a maioria dos vendedores já usam o telefone para se
relacionar, no entanto, o incentivo aqui é usar de maneira mais sistêmica.”

 

Importância da base de contatos

 

Além de usar o telefone para contatar os clientes, é bom aproveitar o momento do
trabalho home office para capturar novos prospects. Faça uma pesquisa minuciosa
do público alvo, target e persona. O que importa não é a quantidade de contatos
achados, mas sim a qualidade. “Essa pesquisa pode ser no próprio Google, no
Instagram, no Facebook e também no LinkedIn. Peço para os vendedores acharem
15 contatos alvos diariamente, se o vendedor chegar próximo a esse número seus
resultados pós coronavírus (Covid-19) serão surpreendentes”, ressalta o prof. Isaac
Martins.

 

WhatsApp

 

De acordo com a pesquisa Mensageria no Brasil – fevereiro 2020, publicada pela
Panorama Mobile Time/Opinion Box, 76% dos brasileiros usam de maneira
comercial, 61% recebem promoções e 54% compram pelo app. Em vista disso, o
WhatsApp é a maior arma para quem vai trabalhar via home office na época de surto
do coronavírus.

“O WhatsApp tem recursos que podem mudar o cenário comercial na era digital”,
comenta Martins. Hoje são milhões de mensagens de compra e venda a cada
momento. Pesquisas apontam que a maioria dos usuários brasileiros não usam todos
os recursos disponíveis pelo aplicativo. “Os profissionais de vendas podem usar o
recurso de vídeo para realizar visitas virtuais, a criação de um grupo estratégico com
os clientes para manter o canal de comunicação aberto e até mesmo usar os status
para vender mais” explica o professor.

O incentivo é mais uma vez investir em conhecimento. Hoje os vendedores já usam o
WhatsApp no seu dia a dia, porém com mais informações conseguirão acelerar a
performance.

O especialista em vendas listou algumas atividades que os vendedores podem fazer
nesse período turbulento:

– Utilizar o telefone para se relacionar com os clientes.

– Realizar ligações para toda a rede de contatos, mesmo os inativos e inadimplentes.

– Ter uma lista de prospecção e entrar em contato buscando obter avanços.

– Utilizar todas as ferramentas do WhatsApp.

– Enviar e-mails para toda a base de dados.

– Realizar chamadas de vídeos.

– Agendar reuniões pelo Skype.

– Ter uma agenda diária das atividades para manter o foco.

– Todos os dias reportar as atividades realizadas para o gestor.

– Aproveitar esse período para fazer cursos on-line.

O professor Isaac faz um grande alerta: “cuidado para não deixar esse assunto tomar
conta da sua vida! Por mais grave que seja, alimentar a mente o dia todo com
informações, pode deixar o profissional desanimado e impedir a produtividade.”
Martins argumenta que a confiança e automotivação do vendedor é fundamental para
o sucesso e que as notícias podem afetar nisso.

O fato é que o coronavírus está mexendo com a vida de todos. Esperamos que os
contratempos desse vírus sejam os menores possíveis, mas não podemos perder a
esperança de que vamos superar. É preciso confiar que em breve tudo voltará ao
normal.

(Estadão Conteúdo, com adaptações).

Caso você precise de alguma ajuda, consultoria, solução, é só clicar aqui que um de nossos consultores vai falar com você.

Ou chame no nosso Whatsapp: (34) 98833-9702 .

Caso prefira, pode mandar um e-mail para marketing@explend.com.br

Siga nossas redes sociais para mais dicas: