Está na hora de você PARAR DE VEZ DE ERRAR com a sua empresa.
Se você está encarando o mercado como um empresário ou empresária, e como resultado já está acostumado com os desafios de gerenciar uma empresa, você está lendo o texto certo!

Como empresário você não pode se acostumar com os ERROS!

Sabemos que para gerenciar não é preciso de um milagre mas sim de constante aprendizado. Mais importante ainda, são as boas dicas, elas são sempre bem vindas para quem deseja ter sucesso como um gestor empresarial.
Nós estudamos algumas empresas e identificamos alguns erros em comum que fizeram essas empresas perderem a estabilidade e vamos apresentar a você para que pare agora de cometer esses erros ou nem comece a cometê-los.
Vamos aos pontos:

 

“Finanças”

Jamais confunda os seus gastos pessoais com os gastos da empresa. Investimentos para a empresa devem ser tão controlados como os gastos que você faz para você mesmo.
Dica: Separe as contas empresariais e as contas pessoais, separe elas em cartões separados. Caso não utilize cartão para as despesas, guarde todos os recibos e notas fiscais em caixas separadas. Ao final do mês contabilize tudo de forma separada. Como resultado, você saberá onde as contas estão se concentrando e terá maior controle financeiro seu e da sua empresa.

 

“Controle seu estoque”

Para você produzir  ou comercializar é necessário que você tenha conhecimento pleno do que se tem e o que se pode vender. Comprar matérias primas mais caras apenas para produzir o seu produto, porque você não tinha mais no estoque pode ser o começo de um erro mortal. Separamos aqui um artigo que pode te ajudar bastante: Como fazer um bom controle de estoque.

 

“Registre suas vendas”

Você sabe dizer agora quanto sua empresa vendeu esse mês? Se você não respondeu essa pergunta com um SIM, repense. Se não sabe o quanto vendeu como pode continuar gastando dinheiro, como sabe se as contas serão realmente pagas?
Treinar os funcionários para que eles possam ajudar na análise de vendas é uma ótima opção. Veja aqui algumas técnicas infalíveis de controle de vendas e metas.

 

“Reserva”

Crie uma reserva financeira para sua empresa. Desde o início da empresa procure economizar e guardar um pouco para eventuais necessidades.
Dica: Concentre-se em todo os meses destinar uma parte do lucro para essa reserva. Pense nela como se fosse um boleto comum e guarde essa quantia. Ela em caso de necessidade evitará que você procure empréstimos a juros altíssimos colocando sua empresa em risco. Se estiver repleto de dúvidas referente ao controle financeiro, separamos aqui um conteúdo especial para você, Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

 

“Concentre-se em uma meta”

Se está tudo desorganizado concentre-se em um dos pontos que está te tirando mais o sono e concentre-se em compreender de onde vem o erro. Os erros sempre vem de gatilhos. O que está causando o gatilho para que essa situação esteja saindo do controle.

 

Lembre-se:

Nunca pare de estudar. Sua empresa é algo vivo, que precisa de manutenção, de conhecimento e de que você pegue na mão e guie pelos caminhos

Para você que se interessou por Gestão Empresarial, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:
– Gestão de estoque – Planilha de conferência de estoque.
– Controle de vendas e metas .
– Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro. Read More

Uma boa Gestão de estoque é o que vai diferenciar você dos seus principais concorrentes. É com uma boa gestão de estoque, que você controlará uma boa parte da gestão comercial e do giro que existe dentro da sua empresa.

Para que você consiga organizar o seu estoque, primeiro de tudo preciso que você crie um fluxo em sua mente: Como são meus processos no meu estoque hoje? Onde eles começam, onde terminam, quem faz o que?

Para descobrir os pontos de conflito, responda essas perguntas:

– O ambiente de seu estoque está iluminado e com caixas facilmente identificáveis?
– A mesma pessoa que repõe é a que confere o estoque?
– Você usa algum tipo de planejamento para demandas e consumos?

Um problema comum na gestão de estoque é quando se descobre que está precisando repor algo, apenas quando está faltando. E esse erro pode te levar a problemas extremamente sérios.

Jamais deixe uma Ruptura de gôndola acontecer.

Tenha sempre caixas organizadas e atenção na reposição de produtos. Seja o produto final (aquele que você está vendendo para o cliente mas ao chegar na loja ele não encontra nas gôndolas), ou a matéria prima (aquela que seu colaborador precisa para fabricar o seu produto) quando o produto não é encontrado é prejuízo! O cliente vai embora para comprar no seu concorrente e o seu colaborador vai ter que solicitar uma compra de emergência fazendo você comprar sua matéria prima por um custo muito mais alto.

Para iniciar o processo de gerenciamento de estoque, separamos aqui para você uma simples planilha que deve ser preenchida diariamente.

Baixe ela aqui: PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE

Dicas de organização:

Calcule os períodos em que mais existe giro daquele produto.

Controle seu estoque em sistema que te ofereça dados de entrada e saída.

Cadastre os produtos em um sistema e controle as categorias de seu produto.

Os sistemas de gestão de estoque

Pode fazer o cadastramento dos seus produtos e o controle de estoque, saída e até mesmo o cálculo de como anda seu estoque em cada tipo de produto, além de oferecer para você o tempo médio de duração deste produto e o tempo de reposição.

DICAS DE OURO:

Após a implantação de um software de gestão de estoque, você perceberá que gastará menos esforços e menos tempo para organizar sempre que um produto for comprado para seu estoque, mas finalmente para que tudo funcione perfeitamente é preciso ficar atento nessas dicas:

– Treine um responsável para ficar responsável pelo cadastro de todos os produtos.
– Durante o cadastro no sistema, certifique-se que você tenha as informações completas dos produtos.
– Identifique sempre os produtos pelos seus códigos de barras.

SUGESTÃO MASTER!

Gestão de estoque Explend – Conheça.

Para você que se interessou por conteúdos de Gestão, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE.
– Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

Bibliografia: https://www.youtube.com/watch?v=2MsdNsfrLMY

Se você possui ou gerencia uma equipe que trabalha diretamente com vendas, sabe que planejar as metas de sua equipe é algo que sempre cria muitas dúvidas.

Esse texto você pode guardar o link, pois vai te ajudar bastante a fazer planos mais rapidamente e com muito mais qualidade.

Sempre, antes de realizar quaisquer tipos de planos de metas é necessário fazer as seguintes perguntas:

– Qual o próximo objetivo que desejo que a empresa alcance?
– Qual o cenário atual da minha empresa agora?
– Qual o maior desafio que minha equipe enfrentará?
– Quais são as possibilidades que tenho para alcançar esse objetivo?
– Das possibilidades acima, qual a mais fácil para alcançar esse objetivo?
– Como colocarei em prática?

Respondendo essas simples questões você já conseguirá ter uma visão panorâmica do cenário de sua empresa, consequentemente estará mais próximo a construir planos mais eficazes e condizentes a sua realidade.

Para facilitar baixe aqui uma tabela 5W2H para facilitar ainda mais o controle organizacional para você montar o seu plano de ação e identificar os caminhos para você construir a meta ideal para sua empresa.

Como definir metas de vendas para a equipe.

Escolha a meta de sua equipe:

1 – Reduzir despesas?
2 – Crescer as vendas?
3 – Reduzir a inadimplência?

Regra principal da meta – que elas sejam alcançáveis.

“Crie metas justas.”

Lembre-se sempre que a meta é o caminho para o objetivo, se você realmente quer alcançar seu objetivo, metas devem ser divertidas e alcançáveis. Leve em consideração as análises de vendas mensais do seu sistema de caixa e junte com uma meta ousada e motivadora, lembre-se que não é apenas a apenas a sua vontade que vai fazer sua meta ser batida, sua equipe deve ter vontade de bater essa meta.

“Conheça bem o seu objetivo”

Trace um objetivo, e ao criar a meta única, distribua suas partes entre as equipes de forma dividida, igualitária e justa.

“Preste atenção ao seu negócio”

Leve em consideração a Sazonalidade de vendas, a gestão de estoque (saída) e giro de seus produtos podem ditar os períodos de pico de vendas e as baixas, e da mesma forma essas métricas ajudam a você dividir de forma justa as metas.

“Certifique-se de tudo no sistema”

Invista em um Sistema de Fluxo de caixa, ele te auxiliará a ter uma visão mais ampla de seu financeiro e com base nos seus resultados de vendas mensais você conseguirá mapear o comportamento de venda e montar assim o seu planejamento de vendas seguindo a média mensalmente. Sistema GE pode te ajudar muito nessa parte.

DICA EXTRA:

Atente-se aos indicadores de suas vendas.

Não é só com as metas que sua empresa vai crescer. Fique atento aos indicadores para que você não tenha prejuízo mesmo aumentando a produtividade. Fique atento aos seguintes itens:

– Rentabilidade
– Prazo de pagamento muito grande
– Prazo de entrega rápido demais
– Mix de produtos.

Lembre se sempre: O FATURAMENTO é consequência de bons indicadores de vendas.

Para você que se interessou por conteúdos de Gestão, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– Tabela 5W2H para facilitar ainda mais o controle organizacional para você montar o seu plano de ação
– Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

Colocar em prática o gerenciamento financeiro eficiente é um desafio para grande parte dos empresários de nosso país. Por isso com base em alguns estudos, selecionamos aqui as melhores práticas para você conquistar o controle financeiro de sua empresa.

Aqui listamos alguns fatores em que você precisa estar atento para começar ou se certificar que o seu gerenciamento está indo bem. Segue a lista:

 

“Controle”

Certifique-se que o financeiro esteja sendo controlado por uma equipe, e não apenas uma pessoa. Desta forma você conseguirá uma gestão eficaz, com maior dedicação e claro não esqueça de se certificar que esse profissional seja especialista. Isso é muito importante!

 

“Capital de Giro”

Coloque no papel ou no seu sistema financeiro todos os custos da empresa. Despesas fixas e variáveis, impostos, folhas de pagamento, gastos com fornecedores todas devem estar listadas como débitos, o seu faturamento como crédito. O Capital de giro é o que você retira do seu faturamento para cobrir os gastos da empresa. Ele é extremamente essencial para sua empresa não ficar no vermelho. Lembre-se que esse débito acontece todos os meses, então é o mínimo que deve manter seu caixa.

 

“Fluxo de Caixa”

Controlar e acompanhar o fluxo de caixa garantirá que você possa apurar o que a empresa gerou de lucro e recebeu em um determinado período. Essa é uma situação importantíssima pois você controlará um dos principais indicadores de suas vendas necessário para uma empresa se manter de pé: o fluxo de pagamento. Controlar o Fluxo garantirá a você uma política de cobrança mais eficiente e rentável. Não se esqueça, o lucro não é o que entrou no caixa durante o Mês, mas o que sobrou dele após a quitação das despesas da empresa.

 

“Tenha um Sistema Eficiente”

Utilize planilhas, cadernos de anotações ou sistemas inteligentes para acompanhar o financeiro da empresa mesmo que isso demande mais horas de trabalho. Avaliar os resultados todos os meses fará você acompanhar o crescimento da empresa e a como criar metas em cima de resultados que você já tem em mãos, mas principalmente PROFISSIONALIZE! O sistema GE faz verdadeiros milagres na gestão de uma empresa e pelo que percebemos, fará muita diferença na sua realidade atual, vale a pena conhecer.

 

“Cobre”

Como se diz: “Só se deve quem cobra menos.” Não tenha vergonha de cobrar os devedores. São suas suadas moedas que não estão no seu bolso, e o mais justo é que você seja pago por um serviço que prestou, então o que há de errado em cobrar? Não há nada de errado, só não vale esquecer que a cobrança tem a maneira correta de ser feita. Separamos aqui um pequeno passo a passo para você manter as contas em dia e um rápido tutorial de como cobrar clientes inadimplentes.

 

Finalizando: O Controle financeiro não é um mistério, apenas requer paciência e dedicação para que ele esteja sempre organizado e para que você possa estruturar ele de forma que perceba todos os pontos rentáveis ou não ao seu negócio.

Para você que se interessou por conteúdos de Gestão, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– Controle de vendas e metas.
– 5 dicas para você parar de errar e aumentar a renda da sua empresa.
Passo a passo para você manter as contas em dia e um rápido tutorial de como cobrar clientes inadimplentes.