Veja no quadro abaixo as datas da implementação da NFC-e para cada empresa:

Conforme a receita bruta anual, para cada empresa há uma data limite para que ela implemente a NFC-e (Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica), em substituição ao Cupom Fiscal. No dia 1º de novembro de 2019 foi publicada a Resolução nº 5.313, que apresentou a prorrogação das datas que já estavam estabelecidas pela legislação. Veja:

Nota Fiscal do Consumidor prazos para implantar
Prorrogação implantação Nota Fiscal do Consumidor

Qual o motivo dessas mudanças?

O motivo é que o fisco está sempre atualizando a legislação para melhorar o monitoramento das transações comerciais, agilizar e facilitar o acesso às informações tributárias de cada empresa. A NFC-e visa oferecer uma nova alternativa, totalmente eletrônica, para os atuais documentos fiscais em papel utilizados no varejo (cupom fiscal emitido por ECF e nota fiscal modelo 2 de venda ao consumidor), reduzindo assim custos de obrigações acessórias aos contribuintes, ao mesmo tempo que possibilita o aprimoramento do controle fiscal pelas Administrações Tributárias.

 

Quais são as vantagens da NFC-e?

Economia

Dispensa do uso do Emissor de Cupom Fiscal e da intervenção técnica.

Permite a utilização de qualquer impressora não fiscal, sem necessidade de autorização pela SEF.

Redução significativa dos gastos com papel.

 

Agilidade

Transmissão em tempo real ou on-line da NFC-e.

Não há necessidade de autorização prévia do equipamento a ser utilizado.

 

Flexibilidade

Flexibilidade de expansão de pontos de vendas nos períodos de alto movimento do comércio, sem necessidade de autorização prévia do Fisco.

 

O que devo fazer para realizar essa mudança na minha empresa?

A Sefaz aumentou o prazo para a implementação, mas não deixe para realizar na última hora. A implantação da NFC-e é um processo minucioso, então comece a transição o mais breve possível.

Essa mudança altera todo o processo da operação de venda e emissão de nota fiscal. Com a NFC-e as operações passam a ser totalmente virtuais, exigindo assim um bom software, que atenda todas as suas necessidades e também um treinamento de toda a equipe que trabalha no setor.

Compreendeu a mudança que tanto é falada ultimamente? Ficou alguma dúvida? Já quer saber como é o passo a passo para realizar essa mudança na sua empresa?

Entre em contato com a Explend Soluções. Nós já fizemos essa mudança em diversas empresas, e temos o conhecimento necessário para te ajudar da forma mais prática possível.

É só clicar aqui que um de nossos consultores vai falar com você para dar todas as explicações e instruções, sem compromisso.

Nosso Whatsapp: (34) 98833-9702

Ou ligue: (34) 3293-0101 / 0800 940 8900 e agende uma demonstração gratuita.

Caso prefira pode mandar um e-mail para marketing@explend.com.br

Siga nossas redes sociais para mais dicas:

Régua de Cobrança nada mais é do que uma ferramenta de gestão financeira essencial para garantir o seu faturamento e, em consequência, reduzir a inadimplência. A Régua estabelece como e quando acontecerá cada etapa da cobrança.

Uma das questões mais importantes é identificar e definir os melhores momentos para entrar em contato com o cliente com a finalidade de que sua fatura em aberto seja paga.

O que a Régua de Cobrança da Explend pode fazer por você

A Régua de Cobrança da Explend é uma solução que, depois de configurada, realiza o envio automático de e-mails que podem ser de cobrança, confirmação de pagamento, felicitações de aniversário e lembretes de vencimento. Os e-mails enviados utilizam um arquivo HTML que pode ser personalizado de acordo com a necessidade de  cada empresa.

No modelo de cobrança podem ser configurados quatro modelos de envio, sendo que cada um pode ser configurado a quantidade de dias que a fatura está em atraso. Por exemplo: 1 dia de atraso envia um determinado tipo de e-mail; 5 dias de atraso envia outro tipo de e-mail e assim sucessivamente.

Na confirmação de pagamento, o sistema dispara o e-mail assim que for registrada a baixa do registro no contas a receber.

Na felicitação de aniversário o sistema envia um e-mail automático conforme a data de nascimento registrada no sistema, podendo ainda definir se vai ser enviado para os dependentes, somente para a pessoa física ou somente para os clientes ativos.

E em relação ao lembrete de vencimento, ele será enviado automaticamente um dia antes do vencimento do registro.

Régua de cobrança, inadimplência
Receba da melhor forma dos inadimplentes.

Combinando o recurso da Régua de Cobrança com o registro de e-mail e o Dashboard, você terá uma melhor visão do que está acontecendo na cobrança, o registro do e-mail permite visualizar se o e-mail foi enviado, se ele foi recebido e se ele foi aberto, importando essas informações no Dashboard podemos ter uma visualização de tudo isso em um gráfico.

Essa é uma das principais funções da Régua de Cobrança da Explend – identificar os inadimplentes no seu ERP, e enviar os e-mails automaticamente.

Indicativos de quem usa a Régua

Utilizando um exemplo real, em um comparativo do segundo semestre de 2018 com o segundo semestre de 2019, dentro da base de clientes da Explend Soluções, a inadimplência foi reduzida em 40% com a utilização da Régua de Cobrança.

Não deixe seu dinheiro “perdido” por aí, deixe a Régua trabalhar por você. Empresas com essa ferramenta têm uma inadimplência até 27% menor que a média do mercado.

Para falar com um de nossos consultores, entre em contato pelo nosso telefone: (34) 3293-0101 ou pelo nosso Fale Conosco clicando aqui.

Você também pode falar com a gente pelo nosso Whatsapp(34) 98833-9702

Caso prefira pode mandar um e-mail para marketing@explend.com.br

Siga nossas redes sociais para mais dicas:

O que a sua empresa tem a ver com a obrigatoriedade da Nota Fiscal do Consumidor eletrônica?

Ultimamente você deve estar sendo “bombardeado” com tantas explicações sobre a NFC-e em Minas Gerais, não é verdade? É muita explicação para um assunto não tão complexo, mas que pode confundir um pouco. Mas essa mudança vai ser muito boa para todas as partes, tanto os lojistas quanto o consumidor final.

 

A melhor forma de explicar é dando um exemplo, então veja só:

Você fez uma venda em seu comércio para o seu cliente, seu consumidor final. Ao receber o pagamento você emite o cupom fiscal para ele. Não é isso? Pois então, esse processo que está em mudança (mudança essa que começou em Minas Gerais no final de 2018 e vai seguir até 2020).

 

Com as alterações, ao invés de emitir e imprimir o cupom fiscal, você vai emitir a NFC-e. E você pode imprimi-la ou não, em uma impressora comum. A outra opção é salvar a nota fiscal do consumidor em PDF e enviar para o e-mail do seu cliente, ou por SMS, ou até mesmo no whatsapp. E agora você deve estar se perguntando: Qual o motivo dessa mudança?

 

O motivo é que o fisco está sempre atualizando a legislação para melhorar o monitoramento das transações comerciais, agilizar e facilitar o acesso às informações tributárias de cada empresa. A NFC-e visa oferecer uma nova alternativa, totalmente eletrônica, para os atuais documentos fiscais em papel utilizados no varejo (cupom fiscal emitido por ECF e nota fiscal modelo 2 de venda ao consumidor), reduzindo assim custos de obrigações acessórias aos contribuintes, ao mesmo tempo que possibilita o aprimoramento do controle fiscal pelas Administrações Tributárias.

 

Quais são as principais vantagens da NFC-e?

Economia
Dispensa do uso do Emissor de Cupom Fiscal e da intervenção técnica.

Permite a utilização de qualquer impressora não fiscal, sem necessidade de autorização pela SEF.

Redução significativa dos gastos com papel.

 

Agilidade

Transmissão em tempo real ou on-line da NFC-e.

Não há necessidade de autorização prévia do equipamento a ser utilizado.

 

Flexibilidade

Flexibilidade de expansão de pontos de vendas nos períodos de alto movimento do comércio, sem necessidade de autorização prévia do Fisco.

 

Qual será o prazo para sua empresa começar a emitir a NFC-e?

Conforme o perfil de cada estabelecimento, a renda bruta anual, há uma data limite para que ela implemente a NFC-e, em substituição ao cupom fiscal.

 

No dia 1º de novembro deste ano foi publicada a Resolução nº 5.313, que apresenta algumas mudanças nas datas que já estavam estabelecidas pela legislação. Veja:

 

I – 1º de março de 2019, para os contribuintes que se inscreverem no Cadastro de Contribuintes deste Estado a contar da referida data.

II – 1º de abril de 2019, para os contribuintes:

  1. a) enquadrados no código 4731-8/00 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE – (comércio varejista de combustíveis para veículos automotores);
  2. b) cuja receita bruta anual auferida no ano-base 2018 seja superior ao montante de R$100.000.000,00 (cem milhões de reais).

III – 1º de julho de 2019, para os contribuintes cuja receita bruta anual auferida no ano-base 2018 seja superior ao montante de R$15.000.000,00 (quinze milhões de reais), até o limite de R$100.000.000,00 (cem milhões de reais).

IV – 1º de outubro de 2019, para os contribuintes cuja receita bruta anual auferida no ano-base 2018 seja superior ao montante de R$ 4.500.000,00 (quatro milhões e quinhentos mil reais), até o máximo de R$15.000.000,00 (quinze milhões de reais).

Novas datas:

V – 1º de fevereiro de 2020, para os contribuintes cuja receita bruta anual, auferida no ano-base 2018, seja superior ou igual ao montante de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), até o máximo de R$ 4.500.000,00 (quatro milhões e quinhentos mil reais).

VI – 1º de junho de 2020, para os contribuintes cuja receita bruta anual, auferida no ano-base 2018, superior ou igual ao montante de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), até o máximo de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais).

VII – 1º de setembro de 2020, para os contribuintes cuja receita bruta anual auferida no ano-base 2018, seja superior ou igual ao montante de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais), até o limite de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).

VIII –  Contribuintes que estiverem enquadrados como microempresa, ou seja, empresas que tenham receita bruta anual igual ou inferior a R$ 120.000,00, ficam dispensados da emissão da NFC-e. Mas, caso a empresa ultrapasse esse valor, a emissão da nota será obrigatória no prazo de 60 dias contados.

 

O que devo fazer para realizar essa mudança na minha empresa?

A Sefaz aumentou o prazo para a implementação, mas não deixe para realizar na última hora. A implantação da NFC-e é um processo minucioso, então comece a transição o mais breve possível.

Essa mudança altera todo o processo da operação de venda e emissão de nota fiscal. Com a NFC-e as operações passam a ser totalmente virtuais, exigindo assim um bom software, que atenda todas as suas necessidades e também um treinamento de toda a equipe que trabalha no setor.

Compreendeu a mudança que tanto é falada ultimamente? Ficou alguma dúvida? Já quer saber como é o passo a passo para realizar essa mudança na sua empresa?

Entre em contato com a Explend Soluções. Nós já fizemos essa mudança em diversas empresas, e temos o conhecimento necessário para te ajudar nessa mudança da forma mais prática possível.

É só clicar aqui que um de nossos consultores fala com você para dar todas as explicações e instruções, sem compromisso.

Nosso Whatsapp: (34) 98833-9702

Ou ligue: (34) 3293-0101 / 0800 940 8900 e agende uma demonstração gratuita.

Caso prefira pode mandar um e-mail para marketing@explend.com.br

Siga nossas redes sociais para mais dicas:

A hora da cobrança é um momento muito delicado, difícil de ser feito as vezes, porém é uma prática necessária. Inadimplência pode trazer vários problemas no caixa de uma empresa, por isso hoje vamos trazer algumas dicas para te ajudar a realizar uma cobrança de maneira amigável e responsável.

Antes de saber o que devemos fazer, primeiro precisamos saber o que não podemos fazer, e para isso temos que ter conhecimento sobre a lei Nº 8.078 do CDC (Código de Defesa do Consumidor), o não cumprimento dessa lei pode acarretar em medidas administrativas e até penais.

No que se refere à cobrança, o CDC diz assim no artigo 42: “Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça”. Caso a empresa venha a descumprir esse artigo pode ser submetida a multa, cassação de licença e até mesmo suspensão de atividades.

Mas não podemos esquecer do artigo 71 que é o mais importante, que fala: “utilizar, na cobrança de dívidas, de ameaça, coação, constrangimento físico ou moral, afirmações falsas incorretas ou enganosas ou de qualquer outro procedimento que exponha o consumidor, injustificadamente, a ridículo ou interfira com seu trabalho, descanso ou lazer” pode resultar em “detenção de três meses a um ano e multa”.

De toda forma, igualmente em todos os casos, o juiz é quem vai definir se houve ou não a violação do artigo, afinal o que quer dizer expor o consumidor ao ridículo ou submetê-lo a um constrangimento? Essa parte deixa várias dúvidas por ser algo ambíguo, porém com os históricos de casos já acontecidos no Brasil fica mais fácil criar um entendimento consensual do que pode e o que não pode na hora de cobrar o cliente.

Agora que sabemos o que não podemos fazer na hora da cobrança, vamos ver o que podemos fazer e como podemos fazer.

Respeito

Pode parecer óbvio, mas é válido ressaltar que em todo momento do contato você deve ser cortês e respeitar o seu cliente, não o acusar e tentar mantê-lo calmo, até mesmo para que ele ouça o que você tem a dizer e não desligue na sua cara. Não se esqueça do artigo 71, constrangimento pode trazer alguns processos para a sua empresa.

Cadastro Completo

Mantenha um cadastro organizado para que você possa identificar facilmente os clientes devedores e os bons pagadores, você pode tomar ações para diferentes perfis. E claro não se esqueça dos dados de contatos, quanto mais formas de contatar o seu cliente melhor é para a cobrança, uma dúvida comum é se podemos ligar para a empresa do cliente para efetuar a cobrança, e a resposta é sim, podemos ligar se o mesmo nos informou esse telefone para contato no momento do cadastro.

Prepare-se

Antes de entrar em contato para efetuar a cobrança, levante todo o histórico do seu cliente, identifique exatamente os títulos que estão em abertos, qual foi a origem da compra, os valores exatos e datas de vencimento, de preferência tenha em mãos até os próximos títulos a vencer, para que no momento da ligação você tenha segurança e mais opções de renegociação, que é a nossa próxima dica.

Renegociação

O cobrador precisa conhecer algumas técnicas de negociação, isso vai ajudar muito no momento da cobrança, uma estratégia é tentar receber o máximo possível em um primeiro momento e parcelar o restante para que fique mais fácil a quitação do débito. Uma outra estratégia adotada pelos cobradores é perguntar “qual a sua proposta? ”, assim você vai entender a situação do seu cliente e vai facilitar a negociação. Deixe claro para ele que você está tentando ajudar e não simplesmente querendo receber a todo custo.

Lembretes

Enviar um aviso prévio alertando sobre o vencimento de um título pode evitar um erro comum cometido pelos clientes que é não pagar por conta de esquecimento, como é só um aviso o cliente não terá aquela resistência que acontece em um contato de cobrança.

Mantenha a Calma

Ser cortês e educado não quer dizer que você deve deixar o cliente fazer o que quiser no contato, é muito comum o cliente reagir de forma agressiva ao ser confrontado com uma simples cobrança, nesse momento mantenha a calma e ofereça soluções que favorecem os dois lados.

Facilite o Pagamento

E por fim ofereça para o seu cliente várias formas de pagamentos para facilitar o pagamento do débito, pode ser que o cliente não tenha dinheiro naquela hora, então enviar um boleto por e-mail é um exemplo de como ajudá-lo e você não ficar sem receber, outras formas são aceitar cheques e várias bandeiras de cartão de crédito ou débito.

Essas são algumas dicas para você diminuir a inadimplência da sua empresa, e é claro que com um sistema de gestão facilitaria muito o seu trabalho, principalmente o ExplendGE que já possui um módulo específico para cobrança além da régua de cobrança que faz o disparo automático de emails de aviso de vencimento ou de cobrança, vou deixar o link aqui embaixo para você conferir os nossos recursos.

Site ~> https://tinyurl.com/ErpExplend
Whatsapp ~> (34) 98833-9702
Ou ligue: (34) 3293-0101 / 0800 940 8900 e agende uma demonstração gratuita.
Caso preferir pode mandar um email para andersonjunior@explend.com.br
Nos siga no Facebook para mais dicas ~> https://www.facebook.com/ExplendSolucoes/

 

Perdeu nossa última dica?
Confira aqui: Conheça alguns métodos para aplicação de metas

Agora que você já sabe as vantagens de se usar o boleto bancário, vou te contar mais uma funcionalidade desse recurso que é o arquivo de retorno.

O arquivo de retorno é um arquivo em formato de texto emitido pelo próprio banco com informações das movimentações ocorridas no dia/semana/mês anterior, pode conter liquidações, confirmações do registro, cancelamentos, baixas e etc.

Com esse arquivo de retorno o sistema de gestão da Explend consegue efetuar as baixas automáticas dos títulos que foram pagos, trazendo assim uma maior agilidade para o setor financeiro da empresa, pois não é necessário entrar no sistema do banco, conferir os títulos e fazer a baixa manual de cada título individualmente, com o arquivo o sistema consegue efetuar a baixa de todos de uma só vez. Além de garantir a produtividade, esse tipo de conciliação permite melhor controle sobre o fluxo financeiro da sua empresa.

Então se você hoje utiliza boleto bancário e não utiliza o arquivo de retorno entre em contato com o nosso suporte que vamos te orientar nesse procedimento, lembrando que só é possível utilizar esse recurso se você já emite boleto pelo sistema da Explend, então se você não possui o módulo de boleto clique no link abaixo que o seu consultor entrará em contato.

Espero ter esclarecido algumas dúvidas sobre o arquivo de retorno e caso ainda não conheça nosso sistema acesse nosso site e fique por dentro dessa nova maneira de gerir uma empresa.

https://materiais.explend.com.br/sistema-de-gestao-empresarial

Você sabia que é possível emitir boletos bancários pelo próprio sistema da Explend?

A utilização do boleto bancário é muito comum pelas empresas nos dias de hoje, seja no ambiente físico ou virtual, sendo no virtual muito mais fácil de encontrar essa forma de pagamento, e cada vez mais sendo utilizado no ambiente físico também.

O ganho de tempo ao emitir o boleto pelo próprio sistema de gestão é absurdamente grande, porque você já possui os dados cadastrais do seu cliente, a venda já foi feita e a forma de pagamento já definida, então basta um clique para que seja emitido o boleto, isso sem a necessidade de ter que replicar o cadastro do cliente no sistema bancário e fazer a emissão do boleto manualmente tendo que informar novamente todas as informações de emissão do boleto, como os valores, carteira, vencimento, parcelas e etc.

Além disso, com essa modalidade de cobrança conseguimos ter as seguintes vantagens:

Segurança

Além de o boleto ser um documento físico onde o cliente e o emissor possuem os seus comprovantes, nessa modalidade não é preciso que o consumidor informe seus dados bancários, trazendo assim mais segurança pro mesmo. Nas vendas online é comum usar essa modalidade pelo fato de que às vezes os consumidores não possuem cartão de crédito ou débito.

Desconto

Nessa modalidade de cobrança é comum as empresas oferecem descontos de até 10% dependendo da compra, pois as outras formas de pagamento como cartão por exemplo possui taxas altas e além disso podem demorar até 30 dias para repassar o dinheiro as empresas o que acaba interferindo bastante no giro de capital da empresa.

Facilidade de Pagamento

Hoje em dia não é preciso mais pegar longas filas para efetuar a quitação de um boleto, o pagamento pode ser feito em bancos, correspondentes bancários, lotéricas e até em aplicativos de pagamento ou Internet Banking, sendo assim o pagador nem precisa sair de casa se não quiser.

Espero ter esclarecido algumas dúvidas sobre o boleto bancário e caso ainda não conheça nosso sistema acesse nosso site e fique por dentro dessa nova maneira de gerir uma empresa.

https://materiais.explend.com.br/sistema-de-gestao-empresarial