Você sabia que é possível emitir boletos bancários pelo próprio sistema da Explend?

A utilização do boleto bancário é muito comum pelas empresas nos dias de hoje, seja no ambiente físico ou virtual, sendo no virtual muito mais fácil de encontrar essa forma de pagamento, e cada vez mais sendo utilizado no ambiente físico também.

O ganho de tempo ao emitir o boleto pelo próprio sistema de gestão é absurdamente grande, porque você já possui os dados cadastrais do seu cliente, a venda já foi feita e a forma de pagamento já definida, então basta um clique para que seja emitido o boleto, isso sem a necessidade de ter que replicar o cadastro do cliente no sistema bancário e fazer a emissão do boleto manualmente tendo que informar novamente todas as informações de emissão do boleto, como os valores, carteira, vencimento, parcelas e etc.

Além disso, com essa modalidade de cobrança conseguimos ter as seguintes vantagens:

Segurança

Além de o boleto ser um documento físico onde o cliente e o emissor possuem os seus comprovantes, nessa modalidade não é preciso que o consumidor informe seus dados bancários, trazendo assim mais segurança pro mesmo. Nas vendas online é comum usar essa modalidade pelo fato de que às vezes os consumidores não possuem cartão de crédito ou débito.

Desconto

Nessa modalidade de cobrança é comum as empresas oferecem descontos de até 10% dependendo da compra, pois as outras formas de pagamento como cartão por exemplo possui taxas altas e além disso podem demorar até 30 dias para repassar o dinheiro as empresas o que acaba interferindo bastante no giro de capital da empresa.

Facilidade de Pagamento

Hoje em dia não é preciso mais pegar longas filas para efetuar a quitação de um boleto, o pagamento pode ser feito em bancos, correspondentes bancários, lotéricas e até em aplicativos de pagamento ou Internet Banking, sendo assim o pagador nem precisa sair de casa se não quiser.

Espero ter esclarecido algumas dúvidas sobre o boleto bancário e caso ainda não conheça nosso sistema acesse nosso site e fique por dentro dessa nova maneira de gerir uma empresa.

https://materiais.explend.com.br/sistema-de-gestao-empresarial

Você, empreendedor, é aquela pessoa que não se contenta em ficar parado, sempre quer ir além, conquistar novos horizontes e ver sua empresa crescer mais a cada dia?
Para pessoas deste perfil o melhor indicador é o sucesso em vendas.

Normalmente empresas que vendem bem são exemplos de bons resultados, lucrativas e têm um crescimento exponencial ano a ano.
Mas qual é o diferencial de empresas que vendem mais para empresas que não vendem tão bem? Seria o valor da mercadoria? O poder de compra? A qualidade? Localização?
Hoje com a globalização e a tecnologia é possível ter acesso aos mesmos fornecedores que as grandes empresas possuem, adquirir produtos de ótima qualidade.
Através da internet e possível fazer vendas para qualquer lugar do mundo sem necessidade de uma loja física ou seja a barreira da localização já foi quebrada a vários anos.

Se esses fatores não são o motivo do sucesso onde está o diferencial?

Empresas com sucesso em vendas possuem indicadores de performance que auxiliam a compreender os resultados positivos e quais pontos precisam ser melhorados.

Conhecer seu público é o primeiro passo para se ter sucesso em vendas, onde meu cliente está localizado, qual o ticket médio desse cliente, que tipo de produto ele mais procura, quais são suas necessidades…

São informações básicas que você precisa ter para ofertar melhor seu produto ou serviço.

Um segundo passo importante é acompanhar se o seu produto está sendo vendido de forma competitiva, as vezes é melhor ofertar descontos agressivos para compra a vista do que pagar altas taxas para parcelamento no cartão de crédito. Ferramentas como a D.R.E (Demonstrativo de Resultados), Giro de produtos e Lucratividade são extremamente importantes na hora de formar seu preço de vendas e compreender quais produtos o seu público tem maior preferência e qual a melhor forma de negociar esses produtos.

Porém, nada disso faz sentido se o seu cliente não estiver sendo bem atendido, estou certo?

A agilidade no atendimento também é fundamental, afinal nenhum de nós gosta da experiência de chegar em um estabelecimento para adquirir um produto ou serviço e passar por etapas burocráticas de venda.

É por isso que o ERP é tão importante para essas organizações, através dele o gestor tem os dados de suas vendas convertidos em informações fundamentais para tomada de decisão, além de acompanhar em tempo real a lucratividade, definir regras de desconto e comissionamento, acompanhar ticket médio, analisar a curva ABC de produtos a fim de compreender quais produtos tem mais ou menos saída e principalmente proporcionar conforto para o cliente na hora de comprar.

O ERP da Explend presa por todos esses fatores citados acima.

Visibilidade fácil e configurações simples, o gestor consegue em pouco tempo acompanhar a performance de seus vendedores, lucratividade da empresa, gerenciar o estoque, e evitar quebras que afetam diretamente o atendimento ao cliente, garantindo agilidade no processo de vendas sem burocracia e com funções rápidas e fáceis de serem compreendidas pelos vendedores.

Viu como não é nenhum bicho de 7 cabeças atingir grandes resultados em vendas?

Agora que falamos de algumas dificuldades que podem ser suas e eu te mostrei como solucionar não perca mais tempo e deixe nosso ERP trabalhar por você.

São muitos os dados que um empresário deve analisar diariamente para uma melhor gestão da sua empresa e para tomar decisões inteligentes, porém, algumas são mais relevantes por serem estratégicas, analise de Pareto, 80/20 ou curva A.B.C são algumas delas.

A curva A.B.C também chamada de analise de Pareto ou regra 80/20 é uma metodologia de classificação de produtos e tem como objetivo básico classificar os produtos em mais ou menos importantes para uma determinada empresa, seguindo o conceito 80/20 de Pareto que diz que 80% dos resultados são representados por 20% dos fatores.

No caso da curva A.B.C pode-se de dizer que 80% das vendas são representadas por 20% dos produtos.

Essa analise pode ser feita de diversas formas e alguns exemplos são:

  • Curva A.B.C por quantidade de produtos
  • Por valor de venda
  • Por marca de produtos
  • Por grupo de produtos

O conceito 80/20 também pode ser usado para diversas categorizações como:

  • Melhores clientes
  • Resultados de vendedores
  • Analise de problemas

Mas isso é assunto para um outro conteúdo.

Voltando a analise da curva A.B.C para produtos, a sua composição é formada da seguinte forma:

Curva A: Correspondem a 20% do total dos produtos, são considerados os mais importantes e representam 65% do total de vendas.

Curva B: Correspondem a 30% do total dos produtos, são considerados produtos intermediários, ou seja, aqueles que tem uma relevância no estoque por girar com frequência e garantir boa parte do faturamento.  Na maioria das vezes são produtos complementares aos produtos A.  Representam 25% do total de vendas.

Curva C: Correspondem a 50% do total dos produtos, são considerados de menor importância e em alguns casos podem ser até descartados no MIX de produtos de uma empresa, porem é preciso certo cuidado ao fazer essa analise de descarte. Podemos citar como exemplo as lojas de material de construção que tem o cimento como produto de curva C no quesito de lucratividade, porém,  é um produto de extrema importância para compor o mix de uma venda. Sendo assim muito cuidado ao excluir produtos de curva C.

Desta forma a analise da curva A.B.C é indicada para quem desejar conhecer bem os seus produtos a fim de definir estratégias de venda bem elaboradas como por exemplo o posicionamento dos produtos na gôndola, promoções e ações de marketing em redes sociais e muitas outras.

Ainda não conhece o sistema de gestão da Explend? Confira nosso site e veja como podemos te ajudar na gestão do seu negócio!
Link -> https://materiais.explend.com.br/sistema-de-gestao-empresarial