Sua imobiliária cresceu e você deseja sair na frente de seus concorrentes? Então, você encontrou o texto certo! Entender os princípios de uma boa Gestão Patrimonial Imobiliária, pode parecer uma tarefa difícil. Porém, mais importante que isso, são os excelentes resultados que ela traz para seu negócio. Chegou a hora de assumir o controle e aprender a gerenciar sua carteira de imóveis.

Primeiramente você precisa entender como funciona a Gestão Patrimonial Imobiliária. De forma simples, podemos dizer que ela está ligada aos imóveis que sua empresa tem disponíveis para venda e/ou locação. O objetivo é alcançar melhor rentabilidade e depreciação mínima física e funcional do imóvel.

Mas, como transformar este processo em uma boa gestão patrimonial?

1. Antes de tudo PLANEJAMENTO!

Elaborar o planejamento adequado, garante a você a certeza de que, o que está fazendo irá minimizar os riscos e ameaças.

2. Controle as informações referentes a sua carteira de imóveis.

Você sabia que a distinção dos imóveis influência nas questões tributária e até mesmo na depreciação? O que interfere diretamente em seus lucros ou prejuízos. Os imóveis estão divididos nas seguintes categorias:

– Imóveis com características industriais;
– Imóveis com características comerciais;
– Imóveis com características residenciais.

3. Fique atento a vida útil dos seus ativos

Verifique a localização e a valorização nas mediações. Certifique-se que de eles tem condições de gerar as receitas esperadas.

4. Realize as manutenções periódicas.

Não esqueça de realizar as manutenções: preventivas, preditivas e corretivas nos imóveis do seu negócio.

5. Certifique-se de que as documentações estão em dia.

A imobiliária deve cuidar das partes fiscais, tributárias e até mesmo jurídicas cabíveis.
Diferente de outros negócios onde a gestão patrimonial está relacionada aos imóveis e bem próprios da empresa. Aqui, ela se refere aos imóveis que sua imobiliária disponibiliza no mercado. Por isso, é necessário conhecer a fundo todos os itens que estão sob sua responsabilidade. Assim, será possível avaliar a necessidade de investimentos e seu potencial de valorização. Para tornar esta gestão ainda mais fácil, você pode diversificar sua faixa de produtos ou trabalhar de modo específico para uma determinada faixa de clientes. Verifique qual forma se encaixa melhor ao seu negócio.

Para você que se interessou por Gestão Patrimonial, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– 5 Dicas para aumentar a renda da sua imobiliária.
– Como captar mais imóveis?

Se você já possui uma imobiliária ou está pretendendo abrir uma, leia esse texto até o final. Pois aqui você encontrará dicas preciosas para organizar sua instituição e deixar o seu negócio com uma melhor logística.

O setor imobiliário brasileiro possui grande variedade, e claro, o que não falta são imóveis para serem vendidos ou alugados e pessoas querendo comprar ou alugar. Mas existem estratégias eficazes para gerenciar com eficiência.

Separamos 5 dicas para você NÃO ERRAR na gestão da sua imobiliária.

1 – Estrutura de Pessoas;

Como assim estruturar pessoas?
Sim, é exatamente isso.
A alma da empresa são os corretores, e os clientes são a base de sustentação.
Quando você despreza sua sustentação, não a valorizando e sem dar a devida atenção a casa cai. Então para os clientes, seja criativo, crie formas de mantê-los sempre por perto. Seja atencioso e gentil, isso não apenas fidelizará o seu cliente, mas ele também se sentirá respeitado e com isso vem a confiança em indicar os seus serviços para outras pessoas.
Com os corretores, algo parecido acontece, pois é com o atendimento deles que os seus clientes levarão a imagem da sua empresa. Então liste e apresente a eles os princípios de sua imobiliária, mostre o porquê ela foi criada, e crie oportunidades para que eles possam se desenvolver dentro da empresa. Satisfação pessoal move as pessoas e faz milagres dentro de uma empresa.

2 – Faça a captação de mais imóveis;

Seja inteligente e gentil, busque imóveis em sua região de atuação e principalmente crie contatos. Um bom Networking e a sua popularidade te ajudará bastante na captação e na confiança do proprietário em deixar o imóvel com você. Vale ressaltar que o proprietário também é seu cliente. Então, crie vínculos com ele, entenda o que ele precisa e seja proativo em procurar o locador ou o comprador para aquele imóvel. Competência e confiança quando andam juntas são o segredo para o sucesso. Se este está sendo o seu limitador confira o texto “Como captar mais imóveis?” e coloque em prática alguns itens básicos que podem ampliar em até 80% a sua captação de imóveis.

3 – Tenha um bom controle da gestão patrimonial.

Conte sempre com uma equipe para te ajudar com:
– Assessoria Jurídica;
– Controle de encargos, recebimentos, contratação e renovação de seguros para os imóveis;
– Demonstrativo de contas;
– Vistoriamento periódico com laudos e fotos do imóvel.
– Administração do imóvel no período que esteja vago e no período que esteja ocupado, intermediando sempre que necessário os serviços de manutenção e reformas do imóvel.
Aqui falamos um pouco de: Faça uma boa gestão patrimonial em sua imobiliária.

4 – Mantenha um bom portfólio/reputação e crie oportunidades.

Limitar o seu cliente a atendimentos medianos, é uma estratégia que visa uma economia de tempo, mas que possivelmente te levará a uma situação ruim ou até mesmo a falência.
Cliente merece respeito e atenção, e com essa experiência positiva que você gerou neles, a sua empresa criará um portfólio e uma reputação e isso não se compra em lugar algum, somente se colhe.
Grandes empresas, não somente imobiliárias, crescem principalmente a partir de sua reputação no mercado e cultivam isso diariamente entre seus colaboradores.

5 – Fique atento a gestão financeira

Tenha controle.
Em qualquer negócio o controle é fundamental para o giro dentro da empresa e manter as contas controladas deve ser uma regra que jamais pode ser quebrada. Para isso, utilize planilhas de gastos, separe as contas de clientes e gerencie com mais dinâmica. Para isso invista em um Software de Gestão Imobiliária eficaz e com fácil entendimento. Uma boa dica é contratar softwares que possui assistência ao cliente mais proativa e dinâmica fazendo você perder menos tempo “quebrando a cabeça” e tendo um auxilio mais profissional para gerenciar sua imobiliária. Faça um teste com o Software GI da Explend. Fale com um consultor e agende uma apresentação.
Para você que se interessou por Gestão imobiliária, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– Como captar mais imóveis?
– Como fazer uma boa Gestão Patrimonial Imobiliária

Ser corretor de imóveis é uma profissão que possui desafios diários, mas o que não pode se perder nunca é o foco.

Quando se trata de captação de imóveis, se podemos te dar uma boa dica é: ESTUDE.
Mas estudar o quê?
Essa é a grande sacada que vamos te oferecer agora! Não precisa de muita coisa, apenas muito empenho e claro força de vontade.

Estude a região.

Faça visitas frequentes a região que deseja fazer a captação de imóveis. Seja para captar imóveis para aluguel ou captar imóveis para venda a receita é a mesma. Conheça o local, viste estabelecimentos, consulte alguns moradores da região e questione sobre o local. Entenda suas peculiaridades e tudo que este local irá oferecer para o seu novo morador (o seu cliente).
São esses conhecimentos que irá utilizar para ofertar esse produto ao seu cliente, e também o que ajudará a você a saber avaliar um imóvel daquela região.

Estude valores

Saiba fazer uma boa avaliação de imóveis. Para sempre ficar bem informado esteja atento ao que está sendo oferecido na região, e claro preste atenção aos detalhes do imóvel como quantidade de cômodos, metragem do terreno, área construída, localização, segurança, acabamentos e construção entre outros detalhes.

Estude comportamento e estratégias

Se comunicar bem, abre portas. E no caso do Corretor, as portas abrem literalmente. Portanto faça testes e fique atento aos resultados e as respostas de seus contatos. Como? Visite a vizinhança que está pretendendo captar imóveis, converse com porteiros e moradores e teste algumas abordagens diferentes para identificar como você se sai melhor na primeira impressão. Para isso você pode testar:
– Ir direto ao assunto, questionando se existem imóveis para serem vendidos ou alugados na região;
– Ser flexível, se apresentando e questionando sobre os imóveis da região;
– Ser arrojado, tendo em mente um possível cliente ir em busca do imóvel ideal mesmo sem tê-lo em seu cadastro;
– Ser pretensioso; oferecendo os seus serviços na região e captando contatos para que você possa aos poucos ir “nutrindo” e conseguindo indicações.
Lembre-se da boa aparência. Uma aparência mais leve e bem cuidada sempre irá atrair mais credibilidade e confiança em uma primeira impressão.

Estude Ferramentas

Quem disse que Corretores e Imobiliárias não possuem ferramentas de trabalho? Possuem, sim! E são digitais. Então tenha sempre disponível um software de gestão para sua imobiliária. Lá você consegue gerenciar todos os seus imóveis captados com maior facilidade, além de manter todas as informações coletadas em um só lugar, totalmente seguro e organizado.

Para você que se interessou por Gestão imobiliária, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– 5 Dicas para aumentar a renda da sua imobiliária.
– Como fazer uma boa Gestão Patrimonial Imobiliária.

Se você é um(a) empresário(a) ou empreendedor(a), e está interessado em descobrir mais sobre o que é a gestão empresarial, PARABÉNS! Você acaba de subir mais um degrau para alcançar a estabilidade de seu negócio.

Primeiro de tudo, a gestão empresarial é um conjunto de ações e estratégias que você pode e deve utilizar em seu negócio, para consequentemente obter uma maior organização de seus processos internos e alcançar melhores resultados. A gestão empresarial não é uma fórmula, mas sim um conjunto de ações para que você possa ter acima de tudo, controle de seus recursos tanto estruturais, financeiros, quanto humano.  

Para um bom início de planejamento de gestão empresarial, você deve ficar atento à 3 fatores iniciais.

– Boa funcionalidade da sua gestão de estoque e produtos.
– Controlar as vendas e metas.
– Conhecer alguns dos principais erros quando se trata de gerenciamento financeiro.

Esses 4 pontos farão você perceber e acompanhar melhor o rendimento, e conhecer o dia a dia de sua empresa.

“Controle seu estoque”

Para você produzir ou comercializar é necessário que tenha conhecimento pleno do que se tem e o que se pode vender. Comprar matérias primas mais caras apenas para produzir o seu produto, porque você não tinha mais no estoque pode ser o começo de um erro mortal. Se você se identificou com esse problema, separamos aqui um artigo que pode te ajudar bastante: Como fazer um bom controle de estoque.

“Concentre-se em suas vendas e principalmente em uma meta”

Se está tudo desorganizado, foque em um dos pontos que está te tirando mais o sono e concentre-se em compreender de onde vem o erro. Os erros sempre vêm de gatilhos. O que está causando o gatilho para que essa situação esteja saindo do controle?

Agora para saber se você realmente está com controle de suas vendas, responda a seguinte pergunta: você sabe dizer agora quanto sua empresa vendeu esse mês?

Se você não respondeu essa pergunta com um SIM, está na hora de repensar. Afinal, se você não tem ideia de quanto está vendendo, como você sabe se as contas serão realmente pagas?

Treinar os funcionários para que eles possam ajudar na análise de vendas é uma ótima opção. Veja aqui algumas técnicas infalíveis de controle de vendas e metas.

“Reserva”

Crie uma reserva financeira para sua empresa. Desde o início da empresa procure economizar e guardar um pouco para eventuais necessidades.

Dica: Concentre-se em todo os meses destinar uma parte do lucro para essa reserva. Pense nela como se fosse um boleto comum e guarde essa quantia. Em caso de necessidade ela evitará que você procure empréstimos a juros altíssimos, colocando sua empresa em risco. Se estiver repleto de dúvidas referentes ao controle financeiro, separamos aqui um conteúdo especial para você, Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

“Contrate um software de gestão”

O Software de gestão é algo inevitável se você estiver em busca de um controle de sua empresa! Com ele, você e sua equipe estarão prontos para captar e tratar todas as informações de cada setor, além de acompanhar o crescimento e desenvolvimento de todas as etapas. Mas escolha bem qual o software vai utilizar! No mercado existem diversos softwares de grande capacidade e que vão reduzir bastante o desgaste de sua empresa, o software da Explend é um dos mais completos e com melhor custo benefício. Vale a pena conhecer.

Para você que se interessou por Gestão Empresarial, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– Gestão de estoque – Planilha de conferência de estoque.
– Controle de vendas e metas.
– Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

 

Está na hora de você PARAR DE VEZ DE ERRAR com a sua empresa.
Se você está encarando o mercado como um empresário ou empresária, e como resultado já está acostumado com os desafios de gerenciar uma empresa, você está lendo o texto certo!

Como empresário você não pode se acostumar com os ERROS!

Sabemos que para gerenciar não é preciso de um milagre mas sim de constante aprendizado. Mais importante ainda, são as boas dicas, elas são sempre bem vindas para quem deseja ter sucesso como um gestor empresarial.
Nós estudamos algumas empresas e identificamos alguns erros em comum que fizeram essas empresas perderem a estabilidade e vamos apresentar a você para que pare agora de cometer esses erros ou nem comece a cometê-los.
Vamos aos pontos:

 

“Finanças”

Jamais confunda os seus gastos pessoais com os gastos da empresa. Investimentos para a empresa devem ser tão controlados como os gastos que você faz para você mesmo.
Dica: Separe as contas empresariais e as contas pessoais, separe elas em cartões separados. Caso não utilize cartão para as despesas, guarde todos os recibos e notas fiscais em caixas separadas. Ao final do mês contabilize tudo de forma separada. Como resultado, você saberá onde as contas estão se concentrando e terá maior controle financeiro seu e da sua empresa.

 

“Controle seu estoque”

Para você produzir  ou comercializar é necessário que você tenha conhecimento pleno do que se tem e o que se pode vender. Comprar matérias primas mais caras apenas para produzir o seu produto, porque você não tinha mais no estoque pode ser o começo de um erro mortal. Separamos aqui um artigo que pode te ajudar bastante: Como fazer um bom controle de estoque.

 

“Registre suas vendas”

Você sabe dizer agora quanto sua empresa vendeu esse mês? Se você não respondeu essa pergunta com um SIM, repense. Se não sabe o quanto vendeu como pode continuar gastando dinheiro, como sabe se as contas serão realmente pagas?
Treinar os funcionários para que eles possam ajudar na análise de vendas é uma ótima opção. Veja aqui algumas técnicas infalíveis de controle de vendas e metas.

 

“Reserva”

Crie uma reserva financeira para sua empresa. Desde o início da empresa procure economizar e guardar um pouco para eventuais necessidades.
Dica: Concentre-se em todo os meses destinar uma parte do lucro para essa reserva. Pense nela como se fosse um boleto comum e guarde essa quantia. Ela em caso de necessidade evitará que você procure empréstimos a juros altíssimos colocando sua empresa em risco. Se estiver repleto de dúvidas referente ao controle financeiro, separamos aqui um conteúdo especial para você, Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

 

“Concentre-se em uma meta”

Se está tudo desorganizado concentre-se em um dos pontos que está te tirando mais o sono e concentre-se em compreender de onde vem o erro. Os erros sempre vem de gatilhos. O que está causando o gatilho para que essa situação esteja saindo do controle.

 

Lembre-se:

Nunca pare de estudar. Sua empresa é algo vivo, que precisa de manutenção, de conhecimento e de que você pegue na mão e guie pelos caminhos

Para você que se interessou por Gestão Empresarial, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:
– Gestão de estoque – Planilha de conferência de estoque.
– Controle de vendas e metas .
– Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

Uma boa Gestão de estoque é o que vai diferenciar você dos seus principais concorrentes. É com uma boa gestão de estoque, que você controlará uma boa parte da gestão comercial e do giro que existe dentro da sua empresa.

Para que você consiga organizar o seu estoque, primeiro de tudo preciso que você crie um fluxo em sua mente: Como são meus processos no meu estoque hoje? Onde eles começam, onde terminam, quem faz o que?

Para descobrir os pontos de conflito, responda essas perguntas:

– O ambiente de seu estoque está iluminado e com caixas facilmente identificáveis?
– A mesma pessoa que repõe é a que confere o estoque?
– Você usa algum tipo de planejamento para demandas e consumos?

Um problema comum na gestão de estoque é quando se descobre que está precisando repor algo, apenas quando está faltando. E esse erro pode te levar a problemas extremamente sérios.

Jamais deixe uma Ruptura de gôndola acontecer.

Tenha sempre caixas organizadas e atenção na reposição de produtos. Seja o produto final (aquele que você está vendendo para o cliente mas ao chegar na loja ele não encontra nas gôndolas), ou a matéria prima (aquela que seu colaborador precisa para fabricar o seu produto) quando o produto não é encontrado é prejuízo! O cliente vai embora para comprar no seu concorrente e o seu colaborador vai ter que solicitar uma compra de emergência fazendo você comprar sua matéria prima por um custo muito mais alto.

Para iniciar o processo de gerenciamento de estoque, separamos aqui para você uma simples planilha que deve ser preenchida diariamente.

Baixe ela aqui: PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE

Dicas de organização:

Calcule os períodos em que mais existe giro daquele produto.

Controle seu estoque em sistema que te ofereça dados de entrada e saída.

Cadastre os produtos em um sistema e controle as categorias de seu produto.

Os sistemas de gestão de estoque

Pode fazer o cadastramento dos seus produtos e o controle de estoque, saída e até mesmo o cálculo de como anda seu estoque em cada tipo de produto, além de oferecer para você o tempo médio de duração deste produto e o tempo de reposição.

DICAS DE OURO:

Após a implantação de um software de gestão de estoque, você perceberá que gastará menos esforços e menos tempo para organizar sempre que um produto for comprado para seu estoque, mas finalmente para que tudo funcione perfeitamente é preciso ficar atento nessas dicas:

– Treine um responsável para ficar responsável pelo cadastro de todos os produtos.
– Durante o cadastro no sistema, certifique-se que você tenha as informações completas dos produtos.
– Identifique sempre os produtos pelos seus códigos de barras.

SUGESTÃO MASTER!

Gestão de estoque Explend – Conheça.

Para você que se interessou por conteúdos de Gestão, talvez esses materiais sejam também muito interessantes:

– PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE.
– Resolvendo as principais dúvidas de gerenciamento financeiro.

Bibliografia: https://www.youtube.com/watch?v=2MsdNsfrLMY